quarta-feira, 29 de abril de 2009

Adventistas e a Coca-Cola

Na revista Adventist World saiu um artigo explicando a posição da igreja sobre a cafeína. Respodendo à pergunta se a igreja mudou sua posição sobre a cafeína.

Os autores Allan R. Handysides e Peter N. Landless, ambos do Ministério da Saúde da Associação Geral da IASD, escreveram: "Não, a igreja não mudou sua posição na questão do chá, café e outras bebidas que têm cafeína".

Nos regulamentos Eclesiásticos-Administrativos da Associação Geral da IASD de 2007/2008, página 293, lemos o seguinte: "É desaconselhado o uso do café, chá e outras bebidas que contêm cafeína e qualquer substância prejudicial". No artigo também é citado os problemas causados por refrigerantes e bebidas energéticas que contém cafeína, algumas em quantidades igual e até maiores que o café. E você, o que pensa sobre este assunto? Quais bebidas na sua opinião se enquadram em outras bebidas que têm cafeína?

Coca-Cola

Uma declaração do recém eleito presidente da Bolívia, Evo Morales, colocou a sociedade em choque por revelar que uma das bebidas mais consumidas do planeta pode fazer uso de uma planta proibida pela comunidade internacional. Evo Morales em entrevista a BBC de Londres revelou que os EUA são o principal comprador de 99% das folhas de coca comercializadas legalmente na Bolívia.

A política anti-drogas

A controvérsia do mais novo presidente das Américas vem do fato de que a multinacional Coca- Cola que fabrica os refrigerantes, tem livre comercio e uso das folhas, e a Bolívia que detêm a produção e comercialização, é limitada e hostilizada ao tentar comercializar para benefício próprio.

Descendente de índios e eleito para ser um presidente populista, Evo Morales não se conforma que a empresa de refrigerantes tenha privilégios de ter a folha de coca na composição do xarope que compõem a base da bebida e seja restrito para outros usos. A empresa norte-americana diz já ter retirado o alcalóide (cocaína) das folhas, ao usá-las para composição de aromatizantes no refrigerante.

“Segundo dados do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, existem hoje três empresas no país autorizadas a importar folhas de coca; uma delas, Stepan Chemical, é responsável desde 1903 pela fabricação, para a Coca-Cola, de um aromatizante incluído na fórmula do refrigerante”. “Esta demanda americana pelas folhas de coca é alimentada pelo uso da planta como base para a fabricação de um aromatizante utilizado na preparação da Coca-Cola.

O aromatizante é obtido após a retirada do alcalóide cocaína, para garantir que o produto final não tenha nenhum traço da droga. A utilização da coca como base para aromatizantes é permitida graças à existência de um artigo específico na Convenção Única das Nações Unidas sobre Narcóticos, de 1961, que diz que o uso de folhas de coca deve ser permitido “para a preparação de agente aromatizante, que não deve conter nenhum alcalóide” e que “na medida necessária para tal uso” deve ser permitida a “produção, importação, exportação, comércio e posse de tais folhas”.

A invenção do refrigerante

Formulada por um farmacêutico que manipulava formulas medicinais, o xarope tinha como objetivo ser um remédio para as dores de cabeça dos clientes; o copo do xarope era misturado a água carbonada e vendido a 0,05 centavos no balcão da farmácia de John Pemberton, o farmacêutico de Atlanta. O nome do xarope é batizado de Coca-cola, embora ninguém afirme que a formula medicinal manipulada por Pemberton, contivesse o extrato das folhas de coca; vindo de um farmacêutico, era de se esperar que o medicamento possuísse em seu nome, a especificação do ‘santo’ remédio...

No século 19 a cocaína foi descoberta por Wohler em 1860, médico que procurava um anestésico local para substituir a morfina, depois disto a cocaina era sugerida pelos médicos para ser utilizada em consultórios dentários e oftalmológicos. Pemberton, o farmacêutico, queria um anestésico para as dores de cabeça, e a ultima novidade era a cocaína, que sem restrições como há hoje em dia, pode ter sido utilizada na formula do xarope da Coca-cola.

Discussões a parte, o quadro alimentar que se projeta diante deste fato é que o consumidor se vê em uma incógnita tremenda; o refrigerante mais consumido no mundo se encontra com uma sombra sob sua imagem. Estima-se que a cada 10 segundos, 126 mil pessoas tomam um dos produtos da Coca-Cola. Embora a empresa afirme que as folhas de coca são utilizadas apenas como aromatizantes, e passam por um processo de retirada do alcalóide, os químicos relatam que a extração de alcalóides das folhas, não ocorre em um processo 100% e que um baixo percentual permanece nos extratos; o mesmo acontece para alcalóides como a cafeína que passa pela extração da droga para compor os cafés descafeinados.

Porém a empresa divulgou o seguinte edital: “A Coca-Cola é um produto autorizado em mais de 200 países com o aval dos mais rígidos e conceituados órgãos de segurança alimentar; de fiscalização sanitária e de saúde. No Brasil, todos os produtos da Coca-Cola estão registrados no Ministério da Agricultura. A concessão do registro representa a chancela do Ministério quanto à segurança da fórmula; da produção e das condições de higiene, de acordo com a legislação brasileira.

O Ministério da Justiça no Brasil, através do Instituto Nacional de Criminalística, concedeu laudo atestando, após minuciosa análise, que não existe nenhuma substância entorpecente ou psicotrópica na Coca-Cola. Esse estudo foi feito no ano de 2000, ocasião que, mais uma vez, veio à tona essa falsa alegação. Talvez esse folclore surja por conta da não revelação da fórmula do produto. Trata-se de um dos segredos industriais mais bem guardados do mundo, trancado a sete chaves desde 1886”.

É uma formulação energizante, se houvesse possibilidade de estar na composição básica do refrigerante, os efeitos da substância cocaína, seriam a dependência da bebida, onde o consumidor seria levado a sempre dar preferência pela marca, haveria também um estado de revitalização energética, agitação e euforia. Como a possibilidade da composição pode ser baixa, estes efeitos seriam brandos no consumidor. Além da composição do xarope incluir o subproduto das folhas de coca, o refrigerante também possui a cafeína; uma porção de 200 ml (copo) de Coca-Cola, por exemplo, contém 19 miligramas (mg)de cafeína. Além disso, o refrigerante também leva entre 10 a 12 % de açúcar. Isso equivale a 240 gramas de açúcar na tradicional garrafa de 2 litros.

Parafraseando o slogan da empresa – Coca-Cola é isso ai... !

9 comentários:

Cleide disse...

O que n entendo é que a igreja n toma uma posição concreta sobre alguns assuntos.É até "explicável" não tomar coca-cola, mas o que diriamos do
cacau ou chocolate e também os remédios do tipo analgésico, medicamentos contra a gripe e inibidores de apetite, todos esses possuem cafeina, e aí qual seria a posição???
Sinceramente acredito que, não irei perder o meu lugar no céu por estar comendo chocollate ou tomando remedio a base de cafeina ,axo que há coisas mto mais serias a se preocupar!!!

marcio' disse...

eu concordo a cleide este assunto e complica precisamos nos concientiza que quando nos disviamos dos preceitos de Deus nos sofremos as consequencias de nossas atitudes

Anônimo disse...

Cleide minha querida irmã, você não deve esquecer: "Com a mente servimos ao Senhor". E se sua mente não estiver em condições de servir ao Senhor, por causa de substâncias que o inimigo sabe que irão te confundir, tais como a "Coca-cola", entre outros mais, inclusive os que você citou, aí então, por não viver em comunhão com JESUS, que é a Salvação, aí então, você perderá o seu lugar no céu. Disse Paulo: Hebreus 13:17 Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros.

Marcelo Jardim disse...

Gente... como conseguem guardar um segredo desses por tanto tempo??? Precisou um presidente Boliviano, ou seja, o fornecedor e portanto único ser do planeta q não seria ridicularizado imediatamente após uma declaração dessas, trazer isso a público para nos alertar da hipocrisia dos poderosos. Quantas pessoas vcs acham q evitariam tomar esse refrigerante (ainda q mais por preconceito do q razões técnicas) depois de saber disso? Conheço um monte, mas como não sou fornecedor de nada, quanto menos de coca, simplesmente ninguém acredita! (Pudera, ninguém nunca toca no assunto, fica até difícil de acreditar pq pano pra manga isso dá, ah se não dá! E aí, pq ninguém fala no assunto?

maria eliza disse...

Nós somos adventistas temos a luz
que é a palavra de Deus e termos a luz menor q é o escrito de profecia a nossa irmã é bem clara falando sobre saúde porque não opitar pelo melhor? o cristão deve ter o dominio proprio sem coca cola e sem os seus derivados...

Anônimo disse...

Geraldo Anízio

Tenho lido os temas sobre saúde, no caso dos refrigerantes, sito a coca-cola, é realmente um líquido saboroso, não resta dúvida, mas, devo ter o conhecimento de que nada de benefício o líquido fará ao meu organismo! Aqui em Rondônia, onde moro, os camponeses trocam os sucos naturais para engerirem fanta, coca-cola e o tal de K-suco. É absurdo saber que estamos no terceiro milênio e, não temos ainda a consciência de que esses alimentos nos tem causado tantos males. Tenho 56 anos, mas, há muitos jovens sofrendo de gastrites acudíssima por tomarem refrigerantes no café da manhã. Precisamos urgentemente de bons aconselhamento médicos sobre o que tudo isso poderá acarretar possivelmente a outras vidas no futuro. Obrigado.

Igreja Adventista do 7º Dia Central -Palmares disse...

Amigo gostei muito do post, é muito necessario discutirmos assuntos como esse. sou dir de jovens e estou realizando uma serie de Jas com assuntos polêmicos, delicados ou que muita gente não gosta de falar. valeu.
vou postar o no blog da minha igreja iasdcentralpalmares.blogspot.com.
colocando os creditos claro.

Abrão disse...

Convido você para participar da Galera UAU.
Saiba mais detalhes...

Tudo começou com uma simples conversa, quando um grupo de amigos tomava um suco de laranja.
Alguém teve a idéia de criar um grupo de amigos que só tomassem suco natural e deixasse de tomar refrigerante.
Esse grupo estava passando em frente a uma lanchonete e não tinham dinheiro suficiente pra todos lancharem satisfatoriamente, então decidimos tomar apenas um suco.
Surgiu então a idéia, e pensamos logo em um nome: Galera UAU. Depois de uns retoques aqui e ali, o significado se concretizou.
Agora formamos a.

Grupo de
Amigos
Leais no
Elo da
Reeducação
Alimentar

Unidos no
Amor do
Unigênito

Queremos formar um grupo de amigos que realmente se importa com o corpo "que é o templo do Espírito Santo”.
Nós começamos deixando de tomar refrigerante, depois acrescentamos mais algumas coisas na lista de alimentos prejudiciais.
Não somos vegetarianos, embora seja um propósito pra quem quer se reeducar alimentalmente.
Nosso grupo começou com Adventistas do 7º dia, porém você não precisa ser Adventista pra ingressar nessa Galera.
Queremos vencer alguns maus hábitos. Nesse grupo você terá a oportunidade de relatar suas vitórias.
Eis algumas coisas que faz parte da lista negra de alimentos perigosos... Você pode acrescentar os seus se quiser...

Refrigerante,
Queijo,
Açúcar branco,
Carne vermelha,
Frituras,
...
Se aceitar esse desafio sua saúde vai agradecer.
acesse: http://galerauau.ning.com
Abraços.

cristianocruz2 disse...

sede fiel no pouco e sobre o muito te colocarei.se vc não tem domínio nas pequenas provações como poderá suportar as grandes?

quer bebais ou comais fazei tudo para honra e glória de DEUS.
ESTAREI ORANDO POR VC CLEIDE.