quarta-feira, 2 de maio de 2007

Exercício e Dieta - Uma Perfeita Combinação

Será que é possível emagrecer só fazendo dieta? A resposta é sim, mas se você, junto com a dieta, também fizer exercício o resultado será bem mais satisfatório. O nosso corpo tem um equilíbrio energético que funciona da seguinte maneira: se ingerirmos mais comida do que precisamos, o excesso é depositado em forma de gordura. Portanto, o nosso peso aumenta quando o consumo de alimentos está no máximo e a atividade física está no mínimo. Quando o contrário acontece, isto é, quando gastamos mais energia do que consumimos, diminuímos a quantidade de gordura, pois o combustível necessário para essa energia adicional, vem da "queima" desses depósitos de gordura. Assim, para emagrecer, precisamos comer menos e exercitar mais.
Esta é a combinação perfeita para fazer com que o equilíbrio energético funcione a contento. Cientes desses fatos, deveríamos procurar uma academia de ginástica e, com um instrutor qualificado, aprimorar nosso corpo através de exercícios bem dosados. Mas, como muitas vezes temos idéias distorcidas sobre o que seja praticar exercício, vamos sempre adiando esta proposta para depois ou nunca. Imaginamos que exercitar signifique tocar com os dedos a ponta dos pés, mantendo as pernas bem esticadas, ou qualquer outro movimento difícil e cansativo de executar para quem não está com um bom preparo físico. Porém, exercícios demasiadamente extenuantes fazem mais mal do que bem. Para que o exercício tenha um bom aproveitamento, ele deve ser razoavelmente vigoroso e suficientemente interessante para que, quem o pratica, não desista dele logo a seguir. Muitas pessoas só de pensar em exercício, sentem-se desanimadas. Talvez exercício lhes traga à lembrança a sensação de castigo, pois quando criança, essa era a impressão que tinham quando eram obrigadas a fazê-lo no colégio. Por esse e outros motivos, exercício tem que ser repensado e, sem dúvida, precisa de um certo tempo para que se adquira o hábito de praticá-lo. É interessante observamos o papel da atividade física no emagrecimento. Cada vez que praticamos exercício, o nosso corpo utiliza energia retirada, de preferência, da gordura que foi acumulada nos tecidos. Com o correr do tempo, todo o organismo se beneficia com o exercício praticado com regularidade e o corpo humano aprende a ser cada vez mais eficiente no aproveitamento das calorias como fonte de energia. E também se torna menos predisposto a armazenar gordura, mesmo quando está em repouso. Outras vantagens do exercício que muitas pessoas ignoram é que, feito com moderação, ele coíbe o apetite. Normalmente sentimos fome quando o nível de açúcar no sangue diminui. Mas, quando se pratica exercício com regularidade, esse nível permanece mais estável. Isto acontece porque os músculos estão usando, proporcionalmente, mais gordura do que açúcar como material de combustão. Além de tudo, exercício ajuda a melhorar nossa aparência física pelo aprimoramento do nosso tônus muscular e do bom desempenho de todo o sistema cardiovascular. Levando-se em consideração todas essas vantagens, é de estranhar que tenhamos tendência de, cada vez mais, restringir os nossos movimentos. Conspiram para isso a sociedade em que vivemos, onde se procura com muita tecnologia reduzir o trabalho físico. Usamos o carro para nos locomover em qualquer direção; procuramos a escada rolante para nos levar, estáticos, de um piso ao outro; assistimos à televisão e praticamos nosso esporte favorito, ou seja, apertar o botão do controle remoto. Inatividade virou, um culto e ficamos com a tendência de procurar sempre fazer as coisas com o mínimo de esforço possível. Como os benefícios provenientes do exercício são inúmeros e variados, vale a pena experimentar o mais simples e natural deles todos: a caminhada. Caminhar se adapta às inúmeras e diversas condições dos diferentes indivíduos e, se praticada com persistência durante um período prolongado de tempo, proporciona resultados excelentes. Comece com um andar solto e pausado. À medida que o físico vai se acostumando com esse movimento, e aos poucos, experimente acelerar o passo, flexionando os braços, com os cotovelos em ângulo com o corpo. A partir daí, ande com determinação, sentindo os quadris rolarem em ritmo com os braços. Andar é melhor A cada passo que damos, a musculatura das pernas e dos quadris executam, alternadamente, uma contração e uma distensão. A rotação dos quadris, sendo contínua e cadenciada, faz com que as nádegas e o estomago tenham melhor circulação, tornando-os mais firmes. Concentre-se no movimento do quadril "puxando-o" para frente e "alongando-o" a cada passada. Sua respiração deve ser sem esforço, embora você possa ouvi-la saindo através da boca e do nariz. Sua barriga deve estar contraída. Caminhar ajuda a fortificar os músculos do baixo ventre, a colaborar para que pulmões, coração e artérias permaneçam em melhores condições.Para que as costas tenham a postura correta, ao caminhar, imagine que há uma linha saindo do alto da sua cabeça e que para mantê-la em posição, você precisa conservar o corpo ereto. A sensação deve ser a de alguém que tem o físico sob controle. Andar é uma ótima maneira de fazer com que todo o corpo se movimente. E é melhor andar do que correr, uma vez que além de haver menos riscos de acidentes, o impacto nos joelhos é menor. Todas as pessoas que tomam gosto pela caminhada, sentem um enorme bem estar à medida que o corpo se torna melhor condicionado. A cada semana, seguindo um programa alimentar, equilibrado e redutor, calorias são "queimadas" com maior eficiência quando o hábito regular do exercício é estabelecido. Fica também mais fácil manter o peso ideal. Caminhar aumenta suas chances de uma vida mais longa e saudável e a sensação de liberdade e leveza experimentadas é algo de muito especial. Se você decidir que exercício faz bem, tente caminhar diariamente, em vez de só duas a três vezes por semana. Adquira o hábito de todos os dias, à mesma hora, fazer a sua caminhada. Arranje uma companhia para andar com você. Há mais chances de você cumprir uma atividade planejada, se souber que alguém conta com você. Nem que seja o seu cachorro.

3 comentários:

Leny disse...

Muito informativa essa postagem,adorei!
Parabéns ,seu blog é ótimo!

troy disse...

Maneiras as informações. Também sou professor e quando a linguagem facilita para o aluno, eles se interessam mais. Valeu.

Anônimo disse...

Muito bom esse blog tem bastante informações legais!!